menu close menu

Nossa Senhora de Guadalupe – Milagre da luz contra o aborto

Milagre da luz contra o aborto

 

 

Em 24 de abril de 2007, logo depois da decisão do México de legalizar o aborto, após a Missa celebrada na Basílica pelas criancinhas não nascidas e abortadas, muitos fiéis fotografavam o quadro da Virgem de Guadalupe, diante do qual uma multidão. A imagem de Nossa Senhora começou a se apagar, enquanto uma luz intensa emanava do seu ventre, constituindo um halo brilhante com a forma de um embrião. Essa luz provinha realmente do ventre da imagem da Santíssima Virgem Maria e não era um reflexo, nem um artefato.

O engenheiro Luis Girault, que examinou a imagem, confirmou a autenticidade do negativo e especificou que não foi modificado e nem alterado. Ele revelou que a luz não provinha de nenhum reflexo, mas saía literalmente do interior da imagem da Virgem. A luz era muito branca, pura e intensa, muito diferente dos clarões fotográficos habituais, produzidos pelos flashes. Essa luz era envolvida por um halo com a forma de um embrião. Examinando mais precisamente essa imagem, distinguem-se no interior do halo certas zonas de sombra que são características de um embrião humano no ventre materno.

A Virgem dá sinal visível de que não comunga e muito menos aceita certas atitudes que estamos cometendo em nome do direito, da liberdade e do respeito à democracia, privando vidas de poderem ter direito e lugar para se manifestarem. Assim, a Virgem faz isso, manifesta-se por eles.

 

Foto da imagem original no momento do milagre da luz contra o aborto em  24/04/07:

 

 

 

 

 

 

 

Descobertas Científicas

 

Estudos oftalmológicos realizados nos olhos da imagem de Maria detectaram que, ao aproximar luz, a retina se contrai e ao afastá-la, ela se dilata, exatamente como ocorre em um olho vivo.

A temperatura da fibra de maguey, com a qual está confeccionada o ponche que usou Juan Diego em 1531, mantém uma temperatura constante de 36.6 graus, a mesma de um corpo humano vivo.

Um dos médicos que analisou o ponche colocou seu estetoscópio embaixo do cinto que Maria possui e escutou batidas, que em ritmos, se repetem a 115 pulsações por minuto, igual a um bebê no ventre materno.

Não se descobriu nenhum vestígio de pintura no tecido. Na realidade, a uma distância de 10 centímetros da imagem, só se vê o tecido de maguey crú: as cores desaparecem. Estudos científicos não conseguem descobrir a origem da coloração que forma a imagem, nem a forma que a mesma foi pintada. Não se detectou vestígios de pinceladas nem outra técnica de pintura conhecida. Os cientistas da NASA confirmaram que o material que dá origem às cores não pertence a nenhum dos elementos conhecidos na terra.

Foi passado um raio lazer no sentido lateral sobre o tecido e descobriu-se que a coloração da mesma não está nem na frente e nem no verso, e sim, que as cores flutuam a uma distância de três décimos de milímetro sobre o tecido, sem tocá-lo. As cores flutuam sobre a superfície do ponche. Não é surpreendente?

A fibra de maguey que constitui o tecido da imagem, não dura mais que 20 ou 30 anos. Há vários séculos se pintou uma réplica da imagem em um tecido de fibra de maguey idêntica, e a mesma se desintegrou depois de várias décadas, enquanto que, há quase 500 anos do milagre, a imagem de Maria continua tão firme como no primeiro dia. A ciência não consegue explicar porque a tela não se desintegrou.

No ano de 1791, derrubou-se, acidentalmente, ácido muriático no lado superior direito do tecido. Num intervalo de 30 dias, sem tratamento algum, o tecido afetado se reconstituiu milagrosamente.

Em 22 de dezembro de 1981, o Padre Mario Rojas descobre no observatório de Laplace na Cidade do México que as estrelas do manto correspondem ao solstício de inverno de 12 de dezembro de 1531, que passou pelo México às 10:26 da manhã. Então, naquele momento, Juan Diego desdobrou o poncho e naquele momento desse dia os astrônomos verificaram tal evento analisando a disposição das estrelas que aparecem no Manto de Maria. No lado esquerdo do manto (à nossa direita porque a vemos pela frente), as constelações do sul são “comprimidas”.

No início do século XX, um homem escondeu uma bomba de alto poder entre um arranjo floral e o colocou aos pés do manto. A explosão destruiu tudo ao redor, inclusive um grande crucifixo de bronze maciço, mas o manto permaneceu intacto.

A ciência descobriu que os olhos de Maria possuem os três efeitos de refração da imagem de um olho humano.

Nos olhos de Maria (de apenas 7 e 8 mm) se descobriram minúsculas imagens humanas, que nenhum artista poderia pintar. São duas cenas e elas se repetem em ambos os olhos. A imagem do bispo Zumárraga nos olhos de Maria foi aumentada com tecnologia digital, revelando que nos seus olhos está retratada a imagem do índio Juan Diego abrindo seu ponche frente ao bispo. Sabem qual o tamanho desta imagem? Uma quarta parte de um milésimo de milímetro.

 

Para finalizar, vejam outros 3 fatores surpreendentes:

 

 

Guadalupe significa no idioma indígena: “amassa a cabeça da serpente. É o que está em Gênesis 3,15: …“Ela (a mulher) te esmagará a cabeça (da serpente)…”é Maria, Vencedora do Mal.

A imagem é uma pintura tal qual detalha Apocalipse 12: “Apareceu no céu um grande sinal: uma Mulher vestida com o sol, tendo a lua sob os seus pés…”

A Virgem tem um cinto no ventre: “está grávida”; para indicar que Deus queria que Jesus nascesse na América, no coração de cada americano. Exaltarei ao Senhor toda minha vida, cantarei ao meu Deus enquanto exista.(Sal 146,2)

Uma estátua réplica da imagem de Guadalupe foi abençoada pelo Papa João Paulo II dois meses antes de sua morte, e foi enviada como padroeira e peregrina, visitando os países da América Latina. No dia 14 de novembro de 2005 ela chegou em procissão. Durante sua entronização na Igreja, diversas fotografias foram tiradas e, ao observá-las, notou-se que a imagem fitava diretamente nos olhos daquele que a fotografava.

O fato foi levado à presença do bispo local. Ao primeiro impulso pode parecer apenas um truque fotográfico tão comum em nossos dias. Estudos preliminares por especialistas nas fotografias e no local das fotos não indicaram nenhum indício de fraude. Os fatos foram encaminhados ao Vaticano para estudos e a manifestação oficial da Igreja Católica a respeito deste acontecimento.

 

 

8 de Fevereiro de 2018 | Sem categoria | Comentários desativados em Nossa Senhora de Guadalupe – Milagre da luz contra o aborto
Tags:

Comments are closed.

Left Menu Icon
Monges da Trindade